sexta-feira, 15 de agosto de 2014

O PSDB está para Flávio Dino o mesmo que a Cruz para o Diabo!!!

grafico_pesquisa_econometricaDisso ninguém tinha dúvida!!! O problema foi a gana pelo poder e a forma mais escrota de formar suas alianças para alcançar seus intentos a qualquer custo…
Essa conversa de união das oposições para derrubar o grupo Sarney jamais terá êxito, uma vez que as pessoas por mais não sejam alfabetizadas não são burras ao ponto de acreditar que corretes divergente podem se unir em prol de uma luta convergência… È a mistura do óleo e água!!!
Esse mesmo povo não entende o porquê de partidos como PSTU, PSOL, PCB etc. não entram nessa mistura ideológica que não representa absolutamente os anseios coletivos.
Querer abocanhar o tempo de TV do PSDB é custo muito caro a pagar e vai ter que segurar e, ainda, ter coragem e ética, além de senso democrático e republicano, para cumprir com os acordos da aliança.
Esconder essa aliança é algo covarde, asqueroso, antidemocrático e antiético…
Por Caio Hostilio

Para por fim as patacoadas dos criadores de factóides…

PGE – NOTA DE ESCLARECIMENTO
 Em nota de sua Assessoria de Comunicação, constante do site do Tribunal de Justiça do Estado do  Maranhão, foi noticiado que a Corte de Justiça Estadual não ordenou pagamento de precatório à CONSTRAN.
Segundo a nota, não houve por parte da Presidência do Tribunal de Justiça determinação para pagamento à empresa CONSTRAN S/A do Precatório nº 14267/2010, que está sendo alvo de denúncia de suposto favorecimento de terceiros na liberação de valores junto ao governo do Estado.
Ainda segundo a notícia constante do site do TJMA, o Tribunal foi notificado do teor de decisão judicial nos autos da Ação Rescisória (nº 20146/2013), determinando ao presidente do TJ excluir o precatório em questão da lista de pagamento, até decisão posterior de relatoria ou câmara da corte estadual.
De fato, por força de decisão da Exma. Desembargadora Raimunda Bezerra, o precatório foi excluído da lista cronológica de pagamentos em razão de ação rescisória ajuizada pelo Ministério Público Estadual, entretanto, a título de ratificação do que já foi informado em entrevista pela Governadora do Estado do Maranhão, houve decisão judicial que homologou o acordo celebrado entre o Estado do Maranhão e a empresa CONSTRAN, conferindo legalidade e legitimidade para o pagamento do crédito daquela junto ao Estado do Maranhão.
Nos autos dos embargos à execução  nº 36509-59.2009.8.10.0001, a Juíza da 1ª Vara da Fazenda Pública da Capital, Luiza Madeiro Nepomucena, em 21 de novembro de 2013, homologou o acordo garantindo o pagamento em 24 (vinte e quatro) parcelas mensais.
De acordo com o Código de Processo Civil, a homologação realizada pelo Juiz é decisão judicial (art. 269), portanto, ao realizar os pagamentos à construtora em questão o Governo do Estado cumpriu referida decisão judicial.
Por Caio Hostilio

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Com apoio de Lula e Dilma, Edinho Lobão aparece à frente de Flávio Dino em pesquisa

econométricaA juíza eleitoral Alice de Sousa Rocha, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Maranhão, deferiu liminar em mandado de segurança impetrado pela Econométrica e revogou decisão anterior do também juiz eleitoral Ricardo Macieira (veja aqui) que havia censurado a divulgação do resultado de uma consulta específica feita pelo instituto em pesquisa sobre a disputa pelo Governo do Maranhão contratada pelo jornal O Imparcial.
(Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)
(Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)
A pergunta vetada (veja acima) associa o senador Edison Lobão Filho (PMDB), candidato a governador pela coligação “Pra Frente, Maranhão”, à presidente Dilma Rousseff e ao ex-presidente Lula, ambos do PT; e o candidato Flávio Dino (PCdoB), da coligação “Todos pelo Maranhão”, a Aécio Neves, José Serra e Fernando Henrique Cardoso, todos do PSDB.
De acordo com o instituto, quando os candidatos são apresentados ao eleitor maranhense ao lado dos seus aliados, o resultados é o seguinte:
Lobão Filho com apoio de Lula e Dilma – 39,4%
Flávio Dino com apoio de Aécio Neves, José Serra e FHC – 38,8%
Nulos são 6% e, ainda, 15,8% dos entrevistados disseram não saber em quem votar nessa situação.
aécioA pesquisa foi realizada pelo Instituto Econométrica no período de 26 a 31 de julho. Foram consultados 1.005 eleitores, num universo de 54 municípios. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o número 00029/2014. A margem de erro é de 3,1 pontos percentuais para mais ou para menos e o intervalo de confiança é de 95%.
Decisão
Na decisão em que autorizou a divulgação do dado antes censurado pela campanha de Flávio Dino, a juíza Alice de Sousa Rocha relatou que, ao pedir o veto à pergunta, o comunista alegou que não havia “critérios  objetivos para escolha dos nomes dos políticos apontados como apoiadores desses dois candidatos”.
Para a magistrada, a pergunta foi “razoável”. “Entendo razoáveis os argumentos da Impetrante [Econométrica], ao considerar o quadro político nacional para a indicação dos nomes dos apoiadores constantes no quesito, visto que o PT nacional (que tem como filiados Lula e Dilma), de fato, encontra-se coligado no âmbito estadual com o PMDB, partido do candidato Lobão Filho, ao passo que o PSDB nacional (que tem como filiados Aécio Neves, José Serra e Fernando Henrique Cardoso) encontra-se coligado no âmbito estadual com o PC do B, partido do candidato Flávio Dino”, despachou.
Ela também rejeitou o argumento do PCdoB segundo o qual todas as perguntas do questionário deveriam contar com os nomes de todos os candidatos a governador.
“Verifica-se que os nomes de todos os candidatos ao cargo de Governador do Estado foram mencionados nos Quesitos 05 e 08, de modo que a pesquisa atende aos requisitos da Resolução-TSE nº 23.400/2013, não havendo que se falar em ofensa ao princípio da isonomia”, completou.
Para decidir: “Diante do exposto, DEFIRO o pedido de liminar para suspender os efeitos da decisão proferida nos autos da Representação n. 1070-79.2014, permitindo à Impetrante a divulgação do resultado da pesquisa relativamente ao Quesito n. 10 da pesquisa de opinião pública registrada no TRE/MA sob o n. 00029/2014″.

TUNTUM, HEI PREFEITO CLEOMAR, QUE FEIO, ISSO NÃO PODE!

Como era o de se esperar, pois sabemos que em Tuntum "tudo pode", ou melhor, podia. O Prefeito dessa vez quis convencer membros do sindicato a entrarem em um acordo para o mesmo usar o dinheiro que está bloqueado pelo TCU, esse dinheiro é de direito da classe, e quem tem que receber são eles, mais o Prefeito tentou e implorou para que os professores concordassem com essa atitude descabida. Coitado, quebrou a cara, ninguém concordou, porque não usa o dinheiro do FPM e paga esses precatórios? O dinheiro do FUNDEB, é de exclusividade da educação. Ainda teve alguns lambe botas nas ruas falando que ele está certo, que pode usar o dinheiro, pois ele está querendo pagar o povo, esse  lambe botas  é apenas mais um gafanhoto devorador da folha de pagamento do município.

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

TUNTUM, O LIXÂO TEM QUE ACABAR



Se no fim não deu certo é porque não chegou o fim, disse certa vez o jornalista Fernando Sabino.

O prazo para que os municípios cumpram a determinação da Política Nacional dos Resíduos Sólidos (PNRS) de acabar com os lixões e armazenar os resíduos em aterros sanitários encerrou dia quatro.

Quem não cumpriu estará submetido a punições previstas na Lei de Crimes Ambientais, que prevê multas de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) a R$ 50.000.000,00 (cinqüenta milhões de reais).

Uma das alternativas para as cidades que não cumpriram a meta seria buscar junto ao Ministério Público um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC). Até aí tudo bem, mas se o gestor não cumpriu com a PNRS instituída pela Lei 12.305/2010 cumprirá com o TAC? Essa é a pergunta que não quer calar.

Tuntum como é de praxe, não cumpriu com essa meta, cujo descumprimento dará continuidade progressiva e geométrica a essa podridão, o lixão.

Os lixões prejudicam a população direta e indiretamente a saber:
_ Começa pela poluição visual;
_ Poluição do ar através de microorganismos altamente transmissores de graves e diversificadas doenças;
_ Ambientes  propícios  à procriação de espécies transmissoras de males contagiantes além do mau cheiro;
_ O chorume  de cor escura, que é produzido pela decomposição do lixo é composto de várias substâncias tóxicas contaminantes (orgânicas e Inorgânicas). Quando jogadas no meio ambiente pode contaminar os recursos hídricos superficiais e subterrâneos.

Para resolver em 90% esse problema, precisa-se de diversas ações a começar por vontade política, disse o Geoquímico Odilon Teixeira. Todos sabemos que vontade política é um recurso pouco existente ou até mesmo inexistente em cidades como Tuntum que tem um prefeito reacionário. O seu povo auspicioso, esperou por uma solução de fato, que viesse solucionar esse problema de tamanha gravidade, porém assiste com perplexidade a continuação desse descaso.

Em um país que não tem a tradição de zelar pelo cumprimento das leis ninguém pode imaginar o que virá a acontecer de direito e de fato. O bom seria se o Ministério Público  Federal ou estadual, a quem couber, obtivesse através da justiça o bloqueio dos recursos do município e determinasse a execução das obras do aterro sanitário. 

Essa estória de aplicar multas é tudo que os gestores querem pois quem paga a conta é o povo. Diante dessas práticas abusivas e sistemáticas em Tuntum o seu povo faz um apelo ao representante do Ministério Público por confiar na sua insólita atuação, como fiscal das leis, que entre nesse caso com rigor.

Não se pode admitir que descasos como esses continue imperando, e, deixando o povo a ver navios.
                                         
 

Nota de Pesar – Lobão Filho

Eduardo Campos era uma liderança política que fará imensa falta ao debate deste nosso Brasil democrático. Solidarizo-me com sua família, neste momento de sofrimento, apresentando meus votos de mais profundo pesar.Senador Lobão Filho / PMDB

Tudo vai depender da aliança!!! Econométrica aponta empate de 38% entre Dino e Lobão Filho

lobão e dinoO candidato a governador da coligação Todos pelo Maranhão, o comunista Flávio Dino, entrou em desespero ao saber que pesquisa da empresa Econométrica de registro 0029/2014 no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA) apontou empate entre ele e o candidato da coligação “Pra Frente, Maranhão”, o senador Lobão Filho (PMDB), de 38% de intenção de voto.
Dino tentou impedir de todas as formas a divulgação da pesquisa, mas perdeu a ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Esse fato não é nenhuma novidade. Todas as vezes que as notícias não são do seu agrado, o chefão do comunismo tenta amordaçar os órgãos de imprensa e cercear o direito do cidadão à informação.
Números de pesquisas de outros institutos já apontavam uma queda do candidato comunista. No levantamento da Econométrica o senador Lobão Filho tem preferência do eleitorado que vota na presidente Dilma Rousseff (PT).
Outro ponto de destaque é quando, em um dos tópicos do levantamento, se pergunta sobre o apoio político dos candidatos à presidente Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB). Apoiado pelo presidenciável do PSDB, Dino apresenta queda vertiginosa.
Isso também explica os constantes e recentes ataques perpetrados pelo comunista contra a honra de familiares do senador peemedebista. Ataques que demonstram o desequilíbrio de quem está em campanha há seis anos e cai de 60% para 38% na preferência do eleitorado no Maranhão.
O senador Lobão Filho, em campanha há 70 dias, ao empatar com o candidato comunista, desmonta o enfadonho discurso da mudança de Dino, ao mesmo tempo, encontra ressonância em seu discurso de “fé, esperança e convicção em um novo Maranhão, empreendedor, com mais produção, mais riqueza e com melhor distribuição de renda”.

IMAGEM DO DIA: Paulinha Lobão reúne multidão em Codó

codo
codo2A apresentadora Paulinha Lobão, esposa do candidato a governador Edison Lobão Filho (PMDB), reuniu hoje (12) pelo menos 10 mil pessoas – segundo dados da coligação “Pra Frente, Maranhão” – em uma caminhada, seguida de comício, na cidade de Codó.


A cidade foi escolhida pela coordenadora do comitê feminino da campanha peemedebista para a largada da militância das mulheres pelo interior do estado.